Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 10 de dezembro de 2016. Atualizado às 20h09.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Prefeitura de Porto Alegre

09/12/2016 - 09h39min. Alterada em 10/12 às 21h11min

Marchezan anuncia redução de 29 para 15 secretarias em Porto Alegre

Nelson Marchezan Júnior anuncia estrutura de governo para Porto Alegre

Nelson Marchezan Júnior anuncia estrutura de governo para Porto Alegre


REPRODUÇÃO/JC
O prefeito eleito de Porto Alegre, Nelson Marcehzan Júnior, apresentou na manhã desta sexta-feira (9) a estrutura de governo, que terá 15 secretarias. Seis delas seguem as áreas tradicionais e outras nove são novas composições. Nesta segunda-feira (12), Marchezan começa a anunciar os ocupantes das pastas.
A intenção, segundo Marchezan, é acelerar e agilizar o atendimento da sociedade. Ele admite que terá redução de despesas. Também informou que haverá critérios técnicos para selecionar pessoas que ocuparão cargos de livre nomeação. As inscrições ocorrerão por meio de uma plataforma on line. 
"Estamos buscando aprimorar a composição do governo, desde funções gratificadas e livre nomeação, que são os cargos de confiança", explicou o prefeito eleito, confirmando que partidos aliados poderão indicar ocupantes, que terão de atender a critérios. 
A estrutura de secretarias terá as pastas de Saúde, Educação, Segurança, Fazenda, Planejamento e Cultura. Entre as novas pastas estão a de Desenvolvimento Social, de Desenvolvimento Econômico (desde comércio, empreendedorismo), Sustentabilidade (amplia a visão ambiental e incluirá a política de resíduos sólidos para que as empresas assumam a responsabilidade desse passivo), Serviços Urbanos (abrangerá desde água e cuidados da cidade, DMLU e parte de trabalhos do DMAE e DEP), Infraestrutura e Mobilidade Urbana (onde ficará a Carris) e Parcerias Estratégicas. 
{'nm_midia_inter_thumb1':'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2016/12/10/206x137/1_15502629_1454658644544247_660566722_o-1395098.jpg', 'id_midia_tipo':'2', 'id_tetag_galer':'', 'id_midia':'584c8abd4dc04', 'cd_midia':1395098, 'ds_midia_link': 'http://jcrs.uol.com.br/_midias/jpg/2016/12/10/15502629_1454658644544247_660566722_o-1395098.jpg', 'ds_midia': 'Dia de anúncio de estrutura de governo Nelson Marchezan Júnior, e aliados do PP - Cassiá Carpes, Mônica Leal e Ricardo Gomes - e Ramiro Rosário (PSDB)', 'ds_midia_credi': '', 'ds_midia_titlo': 'Dia de anúncio de estrutura de governo Nelson Marchezan Júnior, e aliados do PP - Cassiá Carpes, Mônica Leal e Ricardo Gomes - e Ramiro Rosário (PSDB)', 'cd_tetag': '1', 'cd_midia_w': '800', 'cd_midia_h': '600', 'align': 'Left'}
Aliados Cassiá Carpes, Mônica Leal e Ricardo Gomes (todos do PP) e Ramiro Rosário (PSDB) estavam no anúncio. Foto: Patrícia Comunello/Especial/JC
"São nove secretarias que darão ideia de transversalidade", conceituou. Uma das possibilidades será unir DEP e DMAE. "Para buscar solucionar os problemas básicos do cidadão de Porto Alegre." Segundo Marchezan, ainda serão feitos estudos para avaliar o impacto.
O prefeito eleito diz que enviará na semana que vem projeto de lei à Camara de Vereadores cm a reestruturação da gestão. Marchezan disse que manterá a EPTC. Sobre a Carris, Marchezan ressaltou que não tem "pré-conceito" sobre privatização e empresas públicas. "Mas é inaceitável que a sociedade pague R$ 50 milhões de prejuízos (caso da Carris). Ou ela se torna uma empresa eficiente ou terá de ser privatizada."  
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
UTOPIA 09/12/2016 19h31min
Secretaria Municipal de Serviços Urbanos: Gostaria de parabenizar o o nosso futuro prefeito criando essa secretaria concentra muuuuuuuuuuuito os digamos problema$$$$$$ de sempre. Todos na mesma "caixa".