Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de dezembro de 2016. Atualizado às 00h33.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

plano diretor

Notícia da edição impressa de 08/12/2016. Alterada em 07/12 às 21h03min

Revisão da lei começará na Semana de Porto Alegre

Guilherme Kolling
Um seminário na Semana de Porto Alegre, de 22 a 24 de março de 2017, vai dar início à segunda revisão do Plano Diretor. A informação foi divulgada ontem, em seminário preparatório. O evento reuniu integrantes do Conselho Municipal do Plano Diretor, universidades e técnicos e gestores municipais na Cinemateca Capitólio.
O prefeito José Fortunati (PDT) abriu os trabalhos, observando a complexidade da discussão, já que envolve muitas visões distintas. "A cidade é feita pelas pessoas, que nem sempre concordam entre elas. Às vezes, nem com o vizinho, como vemos em uma reunião de condomínio. E isso é muito mais complexo no município, onde há interesses em jogo, alguns legítimos, outros nem tanto."
Fortunati destacou a importância de refletir a pluralidade da cidade nas discussões e destacou uma das mudanças feitas em sua gestão, a volta da zona rural de Porto Alegre, no ano passado, após ter sido extinta em 1999. "A revisão do Plano Diretor é um aperfeiçoamento periódico, que está previsto na lei. Que possamos ter um debate qualificado a partir de 2017", finalizou o prefeito.
Segundo o secretário municipal do Planejamento, José Luiz Fernandes Cogo, o processo, em princípio, deve ser concluído em 2019 - os Planos Diretores da Capital anteriores são de 1959, 1979 e 1999.
Ou seja, o projeto de lei deve ser enviado para a Câmara Municipal na gestão do prefeito eleito, Nelson Marchezan Júnior (PSDB), que foi representado no evento de ontem pelo vereador eleito Ramiro Rosário (PSDB).
Nas manifestações de integrantes do Conselho do Plano Diretor, uma expressão bastante repetida no debate foi buscar "a cidade que queremos" para os próximos anos neste debate sobre a revisão da lei de Porto Alegre. O secretário Cogo foi na mesma linha em sua manifestação. "Abrimos hoje uma grande discussão sobre a cidade queremos."
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia