Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

Editorial

Notícia da edição impressa de 13/12/2016. Alterada em 12/12 às 22h38min

De delação em delação, aparecem muitos malfeitos

Tristemente, o ano de 2016 está por terminar em meio a tantas denúncias de corrupção, com mais uma delação premiada vindo a público, mesmo que não tenha sido, até agora, aceita, formalmente, pelo Supremo Tribunal Federal. A chamada, antes mesmo de ser conhecida, de "Delação do Fim do Mundo", distribuiu acusações para todos os lados.
A cada semana e por meses, o cenário jurídico-policial no Brasil apresenta novidades. O País julgou, há cerca de uma década, que o então chamado mensalão era o maior escândalo de corrupção, pelo menos nos meios políticos, em especial no Congresso Nacional.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia