Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h53.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Venezuela

Alterada em 29/12 às 20h55min

Maduro estende prazo para retirar notas de cem bolívares de circulação

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, estendeu mais uma vez o prazo para que os Venezuelas parem de usar as notas de 100 bolívares. É a segunda vez que maduro adia planos de retirar a nota mais usada do país de circulação.
Em um discurso transmitido pelas redes de rádio e TV, Maduro disse, nesta quinta-feira, que as pessoas terão até o dia 20 de janeiro para parar de usar as notas antigas.
O anuncia acontece quase duas semana depois de manifestações violentas e saques acontecerem depois que o governo falhou em distribuir as notas novas antes do fim do primeiro prazo. À época, Maduro adiou o prazo para 2 de janeiro.
Autoridades do governo disseram que uma "sabotagem" foi responsável pelo adiamento da distribuição de novas notas.
A Venezuela enfrenta uma crise econômica severa que inclui uma inflação nas alturas e escassez de comida, medicamentos e outros produtos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia