Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h33.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Rússia

Notícia da edição impressa de 30/12/2016. Alterada em 29/12 às 22h34min

Caixa-preta não indica explosão em avião que caiu no Mar Negro

Uma autoridade militar russa afirmou, nesta quinta-feira, que, de acordo com os registros na caixa-preta do avião militar que caiu no domingo passado no Mar Negro, não houve explosão a bordo. A queda do Tupolev-154 matou todos os 92 passageiros, incluindo mais de 60 membros do coral do Exército da Rússia.
"Chegamos à conclusão de que não houve nenhuma explosão a bordo", afirmou o general Sergei Bainetov, que não descarta a hipótese de ataque terrorista. Segundo ele, um atentado poderia ser provocado "por ação mecânica". "Esperamos chegar às conclusões finais sobre a queda do avião daqui a no mínimo 30 dias", completou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia