Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 25 de dezembro de 2016. Atualizado às 20h21.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

internet

Alterada em 25/12 às 21h22min

Site da Funai é invadido por hacker

O site da Fundação Nacional do Índio (Funai) foi invadido por um grupo de hackers que se autodenomina "AnonPlus". Ao menos na tarde deste domingo (25), todas as páginas do portal da autarquia ligada ao Ministério da Justiça estavam fora do ar.
Os hackers afirmam que nenhuma informação da fundação foi roubada e que o objetivo da ação é somente publicar seu "manifesto" para aqueles que querem defender "a sua liberdade de informação".
Em texto em inglês, os invasores dizem que "o AnonPlus difunde ideias sem censura" e criticam a mídia. "Fazemos isso para restaurar a dignidade à função da mídia: a mídia deve ser livre, sem censura e deve limitar-se a 'mostrar o que está acontecendo' e não 'dizer-nos o que é errado e o que é certo'".
A reportagem não conseguiu contato com a Funai. Na semana passada, a fundação divulgou uma nota para criticar publicações de fotos de índios isolados da Amazônia feitas pela revista americana "National Geographic". Segundo a Funai, a divulgação demonstrou "desrespeito aos povos indígenas isolados ao expor publicamente indígenas que se mantém em isolamento por decisões próprias".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia