Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 30 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h28.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

futebol

Alterada em 30/12 às 20h33min

Sem reconhecimento da Fifa, País Basco faz 3 a 1 na Tunísia em amistoso

Após três anos, a seleção do País Basco voltou a se reunir nesta sexta-feira para uma partida contra uma seleção nacional reconhecida pela Fifa. Com uma equipe formada basicamente por jogadores do Athletic Bilbao e da Real Sociedad, a equipe basca recebeu a Tunísia no San Mamés, em Bilbao, e venceu por 3 a 1.
O País Basco, região no norte da Espanha e no sudoeste da França tem relativa autonomia do governo espanhol, mas sua federação nacional não é reconhecida pela Fifa ou pela Uefa. Diversos grupos separatistas reivindicam a independência, sendo o mais conhecido o ETA, organização terrorista que encerrou a luta armada no início de 2011.
Sem poder disputar competições internacionais, a seleção basca se reúne tradicionalmente na véspera do Réveillon para um amistoso. Nos últimos dois anos, enfrentou a Catalunha, outra região que reivindica separar-se da Espanha.
Desta vez, a rival foi a Tunísia, que se prepara para a Copa das Nações Africanas. Os bascos saíram na frente com Illarramendi, ex-Real Madrid e atualmente na Real Sociedad. Aduriz, veterano do Athletic Bilbao fez o segundo, enquanto Oyarzabal, jovem da Real Sociedad, anotou o terceiro. Ferjani Sassi descontou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia