Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de dezembro de 2016. Atualizado às 11h49.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

26/12/2016 - 19h52min. Alterada em 26/12 às 19h52min

Dólar recua em Nova Iorque ante euro e iene em dia de baixo volume nos mercados

O dólar recuou ante as principais moedas nesta segunda-feira (26), com os participantes do mercado esperando para ver o que o governo do presidente eleito Donald Trump entregará de políticas econômicas no ano que vem. O volume de negócios foi baixo, já que muitos países estão em recesso por causa do Natal.
No final da tarde em Nova Iorque, o dólar caía a 117,09 ienes, de 117,35 ienes na sexta-feira, dia 23. Já o euro avançava a US$ 1,0468, de US$ 1,0455.
O mercado está relutante em continuar comprando dólar, agora que o rali após a vitória de Donald Trump nas urnas parece estar diminuindo. A alta vinha sendo provocada por especulação de que o presidente eleito dos EUA impulsionará os gastos e introduzir cortes nos impostos.
"Se ele conseguir trabalhar bem com o Congresso, é provável que haja mais compra de dólar", disse Akira Moroga, do Aozora Bank. Ele afirmou ainda que, caso isso aconteça, o euro testará sua paridade ante o dólar no ano que vem.
Ao mesmo tempo, os investidores estão observando se Trump expressa alguma preocupação com o fortalecimento recente do dólar, que pode minar a competitividade dos produtos americanos no mercado global.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários