Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 21 de dezembro de 2016. Atualizado às 11h20.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

21/12/2016 - 12h22min. Alterada em 21/12 às 12h23min

Bolsa opera em leve alta em manhã de poucos negócios

A Bovespa operou em leve alta na manhã desta quinta-feira (21), à espera da abertura das Bolsas em Nova Iorque. Com agenda fraca e poucos negócios pela aproximação do feriado de Natal, os mercados brasileiros continuaram sendo influenciados pela alta de commodities, a desaceleração do IPCA-15 de dezembro e o fluxo cambial financeiro positivo no mercado cambial.
No exterior, o petróleo opera em alta, influenciado pela queda nos estoques nos Estados Unidos.
Aqui no Brasil, na manhã desta quarta-feira, 21, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o IPCA-15 desacelerou de 0,26% em novembro para 0,19% em dezembro. O resultado veio abaixo do intervalo de estimativas dos analistas ouvidos pelo Broadcast, sistema de notícias de tempo real do Grupo Estado, e sugerem que o Banco Central deve dar continuidade à queda dos juros.
Em café da manhã com jornalistas, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a pasta ainda vai analisar e decidir qual orientação passará ao presidente Michel Temer em relação a vetar ou não o texto do projeto que criou o Regime de Recuperação Fiscal dos Estados. Ontem, a Câmara dos Deputados aprovou a proposta, mas retirou todas as contrapartidas que os governos estaduais teriam de honrar para aderir ao regime especial.
Caso a opção seja pela sanção, o ministro explicou que haverá uma negociação individual com cada Estado, que apresentará seu plano de recuperação. Por outro lado, caso haja veto por parte do presidente ao regime de recuperação fiscal, o governo precisará apresentar um novo projeto para criar o programa.
Ainda nesta manhã, o presidente Michel Temer, disse que a União vai deferir acordo de negociação de dívida, mas os estados têm que cumprir algumas limitações.
Às 11h22min, o Ibovespa estava em alta de 0,09%, aos 57.633,60 pontos. O dólar à vista caía 0,34%, aos R$ 3,3349. O dólar futuro de janeiro recuava 0,52%, aos R$ 3,3415.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia