Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de dezembro de 2016. Atualizado às 00h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tecnologia

Notícia da edição impressa de 20/12/2016. Alterada em 20/12 às 00h58min

Usuário quer alternativas para armazenar dados

Jannoni diz que de pendrives com conector de smartphones é opção para consumidores

Jannoni diz que de pendrives com conector de smartphones é opção para consumidores


SANDISK/DIVULGAÇÃO/JC
Patricia Knebel
Smartphones com capacidade de armazenamento baixa versus uma imensidão de conteúdos pesados sendo produzidos, como fotos em alta resolução e vídeos. Está aí a combinação perfeita para muita dor de cabeça dos consumidores quando o assunto é manter os seus arquivos digitais seguros.
As fotos são o conteúdo considerado mais valioso para os usuários de aparelhos Android e iOS, aponta um estudo realizado pela SanDisk, especializada no mercado de pen-drives e cartões de memória. Apesar disso, é comum que eles precisem constantemente apagar itens para liberar mais espaço, mesmo que os arquivos deletados sejam de momentos muito importantes.
Entre os entrevistados, ao menos um quarto deles admite realizar este tipo de limpeza ao menos uma vez por semana. Sem falar que, se os celulares possuem baixa capacidade de armazenamento, acabam consumindo muito rapidamente a memória interna e começam a ficar lentos, prejudicando o desempenho. Metade dos usuários de iPhone ouvidos afirmaram que possuem aparelhos com capacidade de armazenamento de 16 GB ou menos.
Essa é uma realidade que pode ser resolvida, porém, de acordo com o levantamento, muitos usuários ainda não conhecem as soluções de armazenamento e backup disponíveis no mercado. Para eles, os cartões micro SD internos e as opções em nuvem são as únicas alternativas com que podem contar na hora de liberar mais espaço em seus aparelhos. E mesmo assim, nem sempre são vistas como as ideais. "Pesquisas mostram que muitas pessoas ainda não confiam em deixar as fotos em cloud, pois têm medo de vazamento dos dados", comenta o gerente-geral da SanDisk no Brasil, Alexandre Jannoni.
Por isso, a fabricante tem apostado na diversificação do seu portfólio de dispositivos de armazenamento similares a um pen-drive, porém com capacidade de se conectar a smartphones. Uma das novidades é o Ultra Dual Drive m3.0, com um conector micro-USB, um USB 3.0 de alta velocidade e até 128 GB para transferências de arquivos entre dispositivos Android e computadores PC e Mac.
Já para quem é adepto de celulares com sistema operacional iOS, a opção é o SanDisk iXpandTM, que libera espaços em iPhones e iPads. "As pessoas precisam ter mais mobilidade para poder transferir os seus arquivos", defende Jannoni.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia