Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de dezembro de 2016. Atualizado às 19h20.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Alterada em 15/12 às 20h25min

Inflação ao consumidor da Argentina sobe 1,6% em novembro ante outubro

O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da Argentina subiu 1,6% em novembro em relação ao mês anterior, segundo o instituto nacional de estatística, o Indec. A agência afirmou que o preço dos alimentos e bebidas impulsionou a inflação argentina, com um aumento de 1,9%, enquanto os custos com saúde aumentaram 1,6% e os custos com habitação subiram 1 5%.
A inflação de novembro foi inferior ao aumento de 2,9% em outubro ante setembro. O resultado também estava de acordo com as expectativas dos economistas do setor privado, que previam aumento entre 1,5% e 2%.
"A inflação estava caindo durante o mês de novembro. Dezembro parece que vai confirmar a tendência", disse Daniel Marx, economista da consultoria Quantum Finanzas, em Buenos Aires.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia