Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h45.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 13/12 às 19h48min

Bolsas fecham em recorde de alta em Nova Iorque à espera de previsões do Fed para 2017

Nesta terça-feira (13), véspera da última reunião do ano de política monetária do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos EUA), os três principais índices de Nova Iorque fecharam em alta, renovando os recordes de fechamento - com o Dow Jones perto dos 20 mil pontos -, com os investidores na expectativa pelas previsões econômicas de 2017 que serão divulgadas nesta quarta-feira, 14, pela instituição.
O índice Dow Jones fechou em alta de 0,58%, aos 19.911,21 pontos; o Nasdaq avançou 0,95%, aos 5.463,83 pontos; e o S&P 500 valorizou 0,65%, aos 2.271,72 pontos. O Dow Jones registrou seu sétimo dia consecutivo de ganhos, fechando perto do nível psicologicamente importante de 20 mil pontos.
O Fed iniciou hoje sua reunião de política monetária de dois dias, com mais de 95% do mercado esperando uma elevação de 0,25 ponto porcentual nas taxas de juros, de acordo com dados compilados pelo CME Group. Segundo analistas, os investidores seguem otimistas com as previsões do Fed para o próximo ano por causa das promessas de investimentos em infraestrutura do presidente eleito, Donald Trump, que podem impulsionar a economia do país.
O mercado acionário nos EUA tem tido fortes ganhos desde as eleições, em 8 de novembro. Os investidores estão apostando que as políticas propostas por Trump, incluindo cortes de impostos corporativos, gastos com infraestrutura e desregulamentação, serão benéficas aos negócios.
O analista da R.W. Baird & Co Mike Antonelli observou que o rali desta terça-feira foi de base ampla e que as ações de tecnologia lideraram, já que os investidores têm visto avaliações atraentes para todo o setor. As ações da Apple, Facebook, IBM e Intel avançaram 1,67%, 2,16%, 1,67% e 2,31%, respectivamente.
O setor de energia também esteve entre os maiores ganhos, com a ação da ExxonMobil em alta de 1,78%. Hoje, Trump oficializou a escolha de Rex Tillerson, presidente do conselho administrativo e executivo-chefe da ExxonMobil, para o Departamento de Estado. Diante disso, o mercado espera que as decisões sejam mais favoráveis ao investimento em petróleo e gás.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia