Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h35.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

aviação

13/12/2016 - 19h35min. Alterada em 13/12 às 19h36min

Latam: Novas normas de bagagem alinham o Brasil ao padrão internacional

A Latam Airlines avalia que o fim da franquia de bagagens aproxima o Brasil dos padrões internacionais de aviação, ressaltando ainda que a liberação é uma "tendência mundial".
"A Latam Airlines Brasil informa que está avaliando todas as medidas que compõem a revisão das Condições Gerais de Transporte Aéreo (CGTAs), aprovadas em 13/12 pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e que entrarão em vigor a partir de 14 de março de 2017", diz a empresa, em nota enviada ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado.
As regras aprovadas nesta terça-feira (13), pela Anac determinam que a tarifa de bagagem poderá ser estabelecida por cada companhia - com isso, deixa de valer a norma atual, que libera o transporte gratuito de malas com até 23 quilos em voos domésticos ou duas malas com até 32 quilos em voos internacionais.
A Latam ainda afirma que irá se adaptar às novas regras dentro dos prazos devidos e seguirá todas as regulamentações da Anac. "A Latam vai manter os passageiros sempre informados, com a necessária antecedência, a respeito de qualquer alteração que seja feita em seus procedimentos para seguir as novas normas", diz a empresa.
A alteração era uma reivindicação antiga das companhias aéreas. Segundo representantes do setor, as empresas embutiam os custos relacionados ao transporte gratuito de malas no preço das passagens aéreas - com a nova modelagem, as tarifas médias devem cair, uma vez que a cobrança incidirá apenas nos viajantes que despacharem bagagens, não afetando os passageiros que voam apenas com bagagens de mão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia