Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h19.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

energia

Alterada em 12/12 às 19h22min

Shell vence licitação para construir e operar parque eólico na Holanda

A Royal Dutch Shell e um grupo de parceiros ganharam um contrato para construir e operar um parque eólico gigante no Mar do Norte holandês, superando outros 25 concorrentes, disse o governo holandês nesta segunda-feira.
O parque eólico de 700 megawatts deverá produzir eletricidade para um milhão de casas e foi oferecido a um preço de 5,45 euros por quilowatt-hora, ainda mais barato do que um contrato que o governo holandês concedeu este verão para a primeira de suas enormes fazendas eólicas na região de Borssele.
O movimento ocorre depois que a Shell criou uma nova divisão de energia para buscar investimentos em fontes de energia alternativas, à medida que a empresa olha para um futuro de longo prazo onde a demanda por combustíveis com alto teor de carbono, como o petróleo, poderia começar a cair.
A Shell experimentou a energia eólica no passado, mas até recentemente havia mostrado pouco interesse em ressuscitar seu foco no setor por causa de retornos baixos. Este ano, a Shell tem seguido um punhado de outras empresas de petróleo que deram um impulso à energia eólica, uma vez que os custos da indústria têm recuado.
Um consórcio da Shell também fez uma oferta na rodada anterior, mas perdeu por pouco para um menor lance. Nesta rodada, a empresa se associou à Van Oord, à Eneco e à Mitsubishi.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia