Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h49.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Notícia da edição impressa de 12/12/2016. Alterada em 11/12 às 22h52min

Pequenas indústrias lácteas investem R$ 37,7 milhões em 2016

As pequenas empresas de laticínios do Rio Grande do Sul investiram R$ 37,7 milhões durante o ano de 2016. O valor é 15% maior do montante investido em 2015, que foi de R$ 31,9 milhões. Para os próximos dois anos, de acordo com levantamento apresentado no sábado pela Associação das Pequenas Indústrias de Laticínios do Rio Grande do Sul (Apil/RS), durante evento com parlamentares, representantes do setor lácteo e associados, a previsão é de que ainda sejam investidos R$ 60,8 milhões, o que totalizaria o valor de R$ 130,4 milhões no período de quatro anos.
Conforme o presidente da Apil/RS, Wlademir Dall'Bosco, os valores se referem à ampliação de plantas, modernização de equipamentos e assistência técnica para 9,4 mil produtores ligados às indústrias. Este último item, por exemplo, os investimentos passaram de R$ 2,4 milhões em 2015 para R$ 5 milhões em 2016, de acordo com o estudo feito em parceria com a Ektos Consultoria Empresarial. "Estamos tendo esta preocupação de atender os pequenos produtores, por isso ampliamos este investimento em assistência e capacitação."
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia