Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 14 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h59.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Edgar Lisboa

Repórter Brasília

Notícia da edição impressa de 15/12/2016. Alterada em 14/12 às 23h00min

Popularidade futura

"Eu apreciaria imensamente não ser muitas vezes vergastado, chicoteado pelas redes sociais, porque nós propusemos aquilo que é fundamental para o País, que é uma reforma da Previdência Social. Não estamos pensando em nós, estamos pensando naqueles que virão, nós precisamos reformar a Previdência hoje para garantir a Previdência amanhã. E por isso nós temos coragem." O autoelogio do presidente Michel Temer (PMDB) na entrega do 6º Prêmio Líderes do Brasil, feito pelo grupo Lide, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual de São Paulo, mostra o estado de espírito dele em relação à reforma. A proposta teve rejeição quase comprometendo a aprovação da PEC. Mas Temer diz estar pensando no futuro. "Precisamos de coragem para fazer coisas aparentemente impopulares, mas que gerarão popularidade logo ali adiante", disse.
Correria desvairada
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia