Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 26 de dezembro de 2016. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Fernando Albrecht

Começo de Conversa

Notícia da edição impressa de 27/12/2016. Alterada em 26/12 às 21h30min

A praça é do veranista

Praça Flavio Boianovski, em Capão da Canoa

Praça Flavio Boianovski, em Capão da Canoa


BETO RODRIGUES/DIVULGAÇÃO/JC
O que seria das nossas praias se não fossem as praças? As imagens que chegam são, invariavelmente, registros das ondas, do colorido dos guarda-sóis, dos quiosques e um dos metros quadrados de areia mais ocupados do planeta. Já a praça dispensa pressa, gritaria, gente correndo. Ao contrário, é a paz que falta na areia. A foto mostra a Praça Flavio Boianovski, em Capão da Canoa.

O Terno de Reis

Todos os anos, o folclorista (e pelo menos mais meia dúzia de qualificações) Paixão Côrtes finca pé nas críticas às figuras "caricatas" de Natal. O presépio e os Três Reis Magos são a mais pura tradição gaúcha, insiste Paixão sempre com paixão. "Mas, eu sigo, nos meus 89 anos, homenageando as dezenas de Terno de Reis nos mais diferentes rincões do Rio Grande e do Brasil", finaliza.

Upa upa cavalinho

Cavalo de pau do seu Brito é sucesso por onde passa
Cavalo de pau do seu Brito é sucesso por onde passa
ESPECIAL/JC
O cavalinho de pau é um dos brinquedos que a criança mais gosta, rivalizando até com os carrinhos dos parques de diversões. O ganha-pão do seu Britto, 63 anos, nascido lá em Passo Fundo, pode ser visto nas praias e, no caso deste, em diversas praças e logradouros, como no Largo Glênio Peres, em Porto Alegre. As crianças e as mães adoram, tanto que é difícil o cavalinho ficar sem alguém em cima dele.

Tiro n'água

Na edição de Natal de 2015, a página publicou um resumo das previsões econômicas feitas por analistas internacionais e nacionais no Natal de 2014. "Vai ser um ano difícil", foi a tônica. No geral, erraram. Ninguém previu inflação acima de 7%, taxa Selic acima de 12% e dólar acima de R$ 2,90. E em 2017 diremos o que das apostas feitas agora?

O tempo mudou

O temporal que caiu forte na madrugada de ontem foi um mero pé de vento em muitos bairros da Capital e uma tormenta de primeira grandeza em outros. Outra constatação é que, no ano que ora finda, as frentes vinham mais do sul, atingindo mais o leste.

China, de novo

Foi apresentado em Pequim o Star Index & New Value, um índice de valor comercial para atletas chineses. Inclui o futebol. Em resumo, o índice será referência para fixar o valor comercial do atleta. Entre os vários componentes que o formam está o planejamento de carreira do atleta e a reação que ele desperta na torcida. Não vai ter essa de migué para vender bichado.

O pós-Natal

Os shoppings estão dando tratos à bola para criar campanhas criativas pós-Natal. O Iguatemi Porto Alegre antecipa o período de férias com uma surpresa para os clientes, especialmente as crianças. Colocou um urso gigante na entrada principal do shopping.

O campeão

Já entupida de processos por não conseguir reduzir estoques de anos anteriores, a Justiça do Trabalho deve contabilizar em 2016 mais de 3 milhões de novas ações. A matéria é do Estadão. O Brasil é hoje o país com o maior número de reclamações trabalhistas. Segundo o próprio ministro do Tribunal Superior do Trabalho Ives Gandra Martins Filho, sempre que o trabalhador vai à Justiça, ganha alguma coisa.

Via única

Um erro crasso que os governantes dos três níveis cometem, em regra, é supor que a comunicação é só dos governos para fora, como uma ferrovia de uma linha só. O erro é não construir outra linha de fora para dentro. É aí que começam a se estrepar.

Miúdas

MAIS essa: quando se
quer pagar o IPVA, a
caixa informa que o
valor do Dpvat só em janeiro.
MESMA coisa com o IPTU. Tem que fuçar no computador para ver o valor. E a pobre da dona Maria lá da vila como faz?
AUTO Esporte da Globo deixou um carro por quatro horas ao sol com 30°C. Temperatura interna: 78°C.
ARMAGEDON vem aí. Depois de décadas, Roberto Carlos voltou a cantar "Que tudo mais vá pro inferno".

Finais

CONSULTOR e empresário Fabio Freitas Jacques fala sobre o centenário problema da produtividade dia 18, das 8h às 12h/Federasul. RGE Sul investiu R$ 365 mil em obras na rede elétrica de Nova Santa Rita. CERTEL lançou programa de eficiência energética para hospitais, escolas e instituições públicas. PFIZER é a empresa mais admirada do País, segundo o ranking da Officina Sophia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia