Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 04 de dezembro de 2016. Atualizado às 18h20.

Jornal do Comércio

Empresas & Negócios

CORRIGIR

opinião

Notícia da edição impressa de 05/12/2016. Alterada em 04/12 às 19h18min

O senso de urgência é ferramenta fundamental

Henrique Girardi
Uma habilidade gerencial vem sendo alvo de intenso debate no segmento empresarial ao longo dos últimos meses. Não só por questões referentes a sua existência, mas, principalmente, pelos severos impactos causados diante de sua ausência. O "senso de urgência" é fundamental na movimentação e mobilização de empresas, seja em momentos de dificuldades ou em necessidades de melhorar os resultados que já são positivos. A necessidade pode ser ainda maior no primeiro caso, pois o prejuízo pela falta de mobilização pode ser o encerramento de uma atividade ou qualquer tipo de colapso dentro de uma organização.
Muitos autores tratam sobre este tema, e sua importância é percebida diariamente nas organizações. Gestão é semelhante a andar de bicicleta. Envolve equilíbrio e movimento. O "senso de urgência" é, essencialmente, a habilidade de perceber e sentir uma situação onde é necessária a mobilização ágil de um grupo a fim de solucionar determinada demanda. A bicicleta nem sempre está na direção certa e é, em alguns casos, necessária a mudança de rota ou a busca de novos caminhos.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia