Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 30 de novembro de 2016. Atualizado às 21h39.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

congresso nacional

Notícia da edição impressa de 01/12/2016. Alterada em 30/11 às 21h44min

Renan tenta antecipar votação de pacote no Senado, mas plenário rejeita

Apenas algumas horas depois dos deputados desfigurarem o texto do pacote anticorrupção enviado pelo Ministério Público, com inclusão de diversas emendas no plenário, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), decidiu bancar um confronto com o MP, tentando votar ainda ontem o texto com as alterações feitas.
No entanto, 44 senadores foram contrários ao requerimento de urgência, o que frustrou a manobra de Renan. Outros 14 votaram a favor, e um se absteve.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia