Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de novembro de 2016. Atualizado às 18h25.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Assembleia Legislativa

16/11/2016 - 19h22min. Alterada em 16/11 às 19h28min

Assembleia suspende pagamento de Jardel e servidores do seu gabinete

O ex-jogador recebe mesma medida usada para servidor público que não é localizado

O ex-jogador recebe mesma medida usada para servidor público que não é localizado


JONATHAN HECKLER/JC
A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa (AL) do Rio Grande do Sul suspendeu o pagamento dos subsídios do deputado Mário Jardel (PSD). A decisão, segundo o Legislativo, segue a mesma conduta de quando um servidor público não é localizado. A medida atinge também os salários dos servidores do seu gabinete e vai ser mantida enquanto o parlamentar não retomar suas atividades.
O corte foi aprovado nesta quarta-feira (16) pela Comissão de Ética do Legislativo. Os deputados oficializarão ao Judiciário que cumpriram as determinações impostas por uma liminar para novas oitivas do parlamentar. A suspensão ocorre após tentativas feitas pela Casa para localizá-lo, informou a Presidência da AL. Por meio de um edital, publicado em Fortaleza, a Assembleia teria conseguido comunicá-lo para prestar depoimento na manhã desta quarta-feira, mas o ex-jogador não compareceu, seguindo a mesma atitude de outras convocações. Jardel é investigado por quebra de decoro parlamentar. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia