Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de novembro de 2016. Atualizado às 22h59.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Partidos

Notícia da edição impressa de 17/11/2016. Alterada em 16/11 às 21h30min

Jairo Jorge encaminha desfiliação do PT

Jorge era filiado à legenda desde 1984 e integrou 'Conselhão' de Lula

Jorge era filiado à legenda desde 1984 e integrou 'Conselhão' de Lula


GUSTAVO GARBINO/DIVULGAÇÃO/JC
Juliana Mastrascusa, especial para o JC
O prefeito de Canoas Jairo Jorge encaminhou ontem a sua desfiliação do PT, sigla em que atuou por 32 anos. A expectativa é que até dezembro, o político anuncie sua nova legenda. Deve contar na decisão a postura nacional do próximo partido sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).
Desde ontem são noticiadas negociações com o PDT. O prefeito de Canoas afirma ter sido procurado por Carlos Lupi, presidente nacional do PDT. "Agora irei conversar com as pessoas que me procuraram. Filiado ao PT eu não poderia discutir outras filiações", explica. Pompeu de Mattos, presidente estadual do PDT, demonstrou desejo em ter a presença do ex-petista já na próxima convenção estadual da sigla, no dia 6 de dezembro.
O prefeito explica que há um processo de esgotamento na sua relação com a sigla. "Minha capacidade de interferência está esgotada", afirma. Jairo Jorge afirma que as posturas do diretório nacional do PT influenciaram na sua saída. "As decisões são insuficientes para uma renovação do partido", critica.
Apesar do descontentamento com a direção nacional do partido ser demonstrada por alguns militantes, Jairo Jorge afirma que sua saída é uma ação individual.
Uma possível ida para o PDT pode representar uma disputa do prefeito de Canoas ao governo do Estado em 2018. Na última eleição, a sucessora de Jairo Jorge, Beth Colombo (PRB), perdeu a disputa para Luiz Carlos Busato (PDT).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia