Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de novembro de 2016. Atualizado às 15h59.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

ESTADOS UNIDOS

Alterada em 08/11 às 17h03min

Projeções apontam vitória de Hillary em Estados-chave como Flórida e Colorado

Segundo pesquisa, Hilary Clinton está com à frente de Donald Trump na Flórida

Segundo pesquisa, Hilary Clinton está com à frente de Donald Trump na Flórida


DSK /AFP/JC
Folhapress
As primeiras projeções do Votecastr, mecanismo de projeção de votos em tempo real, já saíram: com 48,6% dos votos, Hilary Clinton está com à frente de Donald Trump na Flórida -ele tem 45,2%.
O libertário Gary Johnson aparece com 3,5% e a candidata do Partido Verde, Jill Stein, com 1,7%.
No Colorado, segundo o Votecastr, a democrata também lidera, com 46,3% do voto popular. O republicano tem 43,6%. É a primeira vez que são divulgadas projeções eleitorais antes das 17h. Desde 1980 os veículos de mídia não divulgavam nenhum resultado antes que todos tivessem acabado de votar em determinado Estado. 
Flórida e Colorado, com 29 e 9 votos no Colégio Eleitoral, respectivamente, fazem parte dos chamados Estados-pêndulo, sem preferência partidária clara. Por isso, seus votos são cruciais na disputa presidencial -a eleição americana é indireta. Entenda aqui como funciona a votação.
Tradicionalmente, representantes de um consórcio de veículos de mídia (Associated Press, ABC News, CBS News, CNN, Fox News e NBC News) ficavam fechados em uma sala isolada acompanhando as pesquisas de boca de urna, mas sem divulgar nada antes de as urnas fecharem. 
A grande preocupação é que essas projeções possam afetar o resultado das urnas, ao influenciar os eleitores. 
O Votecastr é uma start-up de ex-integrantes do governo Obama e fez uma parceria com a Slate e a Vice News para a divulgação dos dados. Desde as 9h desta terça, o site divulga projeções sobre cada Estado, baseadas em um modelo que usa porcentagem de comparecimento em locais-chave de votação com pesquisas eleitorais realizadas até o dia 7. 
Mas é bom lembrar que nem as pesquisas de boca de urna são 100% confiáveis -em 2004, diversos veículos anunciaram equivocadamente a vitória do democrata John Kerry sobre o republicano George W. Bush, baseados em dados de boca de urna. Bush, porém, venceu a eleição, com 50,7% do voto popular. Kerry teve 48,2%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia