Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de novembro de 2016. Atualizado às 09h18.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

protestos

25/11/2016 - 09h05min. Alterada em 25/11 às 10h18min

Dia de Mobilizações e Paralisações tem protestos em Porto Alegre

Estudantes atearam fogo em pneus em frente ao Campus do Vale da Ufrgs

Estudantes atearam fogo em pneus em frente ao Campus do Vale da Ufrgs


Esquerda Diário/Divulgação/JC
O Dia Nacional de Mobilizações e Paralisações iniciou nesta sexta-feira (25) com registro de diversos protestos em Porto Alegre. No início da manhã, estudantes realizaram um ato na Avenida Bento Gonçalves, em frente ao Campus do Vale da Ufrgs, em protesto à PEC do teto de gastos públicos, o Escola Sem Partido e a reforma do Ensino Médio. O grupo fechou a via e ateou fogo em pneus.
Na Avenida Ipiranga, em frente à Pucrs, um grupo de estudantes bloqueou o trânsito no sentido centro-bairro. O ato foi encerrado e a avenida liberada após chegada de policiais.
 
Outro bloqueio ocorreu na Rua Sarmento Leite, nas proximidades do campus central da Ufrgs. Os estudantes também atearam fogo em pneus. Policiais militares usaram bombas de efeito moral para liberar a via.
Manifestações também são registradas em rodovias do Estado. Na BR-290, em Rosário do Sul, houve interdição total de trecho no km 480. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, cerca de 50 servidores estaduais protestaram no início da manhã contra o pacote de medidas do governador José Ivo Sartori. Por volta das 10h, o trânsito foi liberado.

Trensurb opera em horários restritos

Após duas horas e meia sem operações na manhã desta sexta, os trens da Trensurb voltaram a operar. Ao longo do dia, eles funcionarão apenas em horários de pico, em adesão ao Dia Nacional de Mobilização e Paralisações. Segundo a empresa, o serviço foi suspenso devido a depredações nos trens. O transporte deve operar normalmente somente até às 10h, e após esse horário será paralisado novamente.
Após uma reunião entre o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Metroviário e Conexas do Rio Grande do Sul (Sindimetrô-RS) e a Trensurb, foi firmado termo de compromisso garantindo efetivo para circulação plena dos trens em horários de pico nesta sexta, das 5h30min às 8h30min e das 17h30min às 20h30min. Nos demais horários, não deverá ocorrer circulação dos vagões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia