Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 20 de novembro de 2016. Atualizado às 17h35.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

transportes

20/11/2016 - 17h37min. Alterada em 20/11 às 18h38min

Cartão Tri Escolar passa a ser aceito aos domingos e feriados a partir de hoje

Os beneficiários do cartão escolar pagam R$ 1,87

Os beneficiários do cartão escolar pagam R$ 1,87


CLAITON DORNELLES/JC
Após decisão do Tribunal de Justiça do Estado, o Tri Escolar finalmente passa a ser aceito aos domingos e feriados em Porto Alegre, a partir deste domingo (20). Com a medida, anunciada hoje pela prefeitura da Capital, o benefício da meia passagem aos estudantes e professores, que possuem o Tri Escolar, passa a valer durante todos os dias da semana e em todas as linhas urbanas.
A decisão da 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que julgou favorável ao Diretório Central de Estudantes (DCE) da Ufrgs a ação contra a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), ocorreu no final de outubro, mas até então a medida ainda não havia sido cumprida. A Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) alegou que a decisão não estava sendo cumprida porque a empresa não havia sido intimada da decisão judicial.
O desconto de passagens em domingos e feriados é uma demanda antiga do movimento estudantil da Capital, e esteve entre as bandeiras defendidas em manifestações em defesa do transporte público. O valor atual da tarifa é R$ 3,75. Os beneficiários do cartão escolar pagam R$ 1,87. Atualmente, são 115 mil usuários da passagem escolar, que realizam 102 mil viagens, diariamente.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia