Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de novembro de 2016. Atualizado às 20h50.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 16/11 às 21h50min

Chapecoense derrota o Botafogo e quebra sequência invicta do clube carioca

A Chapecoense desbancou a sequência invicta de sete jogos do Botafogo e derrotou o time carioca por 2 a 0, nesta quarta-feira no estádio Luso Brasileiro, no Rio, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado complica as pretensões do clube alvinegro, que terá mais três jogos pela competição para assegurar uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.
Apesar do resultado ruim, os cariocas permanecem na quinta colocação, com 55 pontos. Sem balançar as redes nos últimos três jogos, o Botafogo volta a campo neste domingo contra o líder Palmeiras, no estádio Allianz Parque, em São Paulo. Sem grandes objetivos no torneio nacional, a Chapecoense tem 49 pontos e está na nona posição. Neste domingo, o time enfrenta o São Paulo na Arena Condá, em Chapecó (SP).
Em busca de conseguir a classificação para a Libertadores, o Botafogo teve bom início de jogo, com forte pressão. Aos 15 minutos, teve ótima chance. A defesa da Chapecoense falhou, Neilton dominou e driblou Danilo, mas perdeu o tempo da finalização. O jogador deu mais um toque na bola e depois se chocou com Rodrigo Lindoso.
Após passar boa parte na defesa, a Chapecoense começou a partir para o ataque. Aos 24 minutos, o goleiro Sidão impediu o gol de Kempes. Um minuto depois, o atacante desviou a bola e por pouco não balançou as redes. Aos 32, finalmente saiu o gol. Cleber Santana cobrou falta na área e Kempes completou de cabeça para fazer 1 a 0.
O Botafogo voltou ao ataque e quase empatou com Camilo. O meia cobrou falta e acertou a trave. No último minuto da etapa inicial, Carli se aventurou no ataque, driblou Tiaguinho e assustou Danilo.
Já no segundo tempo, o time alvinegro foi puro desespero. Com um minuto, Danilo fez ótima defesa em chute desviado por Rodrigo Pimpão. O goleiro ainda fez outra boa intervenção, em cabeceio de Camilo. Porém, apesar da forte pressão, o Botafogo deixou a defesa desprotegida. Foi assim o segundo gol. Aos 19, a Chapecoense iniciou rápido contra-ataque, Sérgio Manoel ganhou de Emerson e tocou na saída de Sidão: 2 a 0.
Além das falhas defensivas, o azar também jogava contra o Botafogo. Aos 34 minutos, Camilo acertou outro bom chute e parou no travessão. O técnico Jair Ventura fez as três mudanças e colocou o time no ataque, mas em nada alterou a postura da equipe. Com a Chapecoense bem organizada, o clube alvinegro insistiu sem sucesso no jogo aéreo e viu a sua torcida ficar na bronca pelo péssimo resultado em casa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia