Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 15 de novembro de 2016. Atualizado às 22h44.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

copa do mundo

15/11/2016 - 21h13min. Alterada em 15/11 às 23h46min

Equador vence em casa, sobe para 3º e devolve Venezuela para a lanterna

A seleção do Equador se recuperou da derrota para o Uruguai com um triunfo tranquilo sobre a Venezuela, por 3 a 0, nesta terça-feira, em Quito. Com a vitória no Estádio Atahualpa, o time da casa chegou ao provisório terceiro lugar na tabela das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. O atacante Miller Bolaños, do Grêmio, foi o autor de um dos gols da partida.
O Equador conseguirá manter a posição se a Colômbia empatar ou perder da Argentina, ainda nesta terça, fora de casa. A seleção equatoriana soma agora 20 pontos, contra 18 dos colombianos. Já a Venezuela segue com seus cinco pontos, de volta à lanterna da competição, por causa da vitória da Bolívia sobre o Paraguai por 1 a 0.
Empurrado pela torcida, o Equador controlou as ações no primeiro tempo. Ibarra e Caicedo quase abriram o placar aos 14 minutos, mas o goleiro Hernández evitou o gol. Depois, em jogadas individuais, os dois tiveram boas oportunidades, aos 20 e aos 22. O time equatoriano também chegou com perigo com Valencia, aos 31.
A Venezuela, porém, não estava morta na partida. Teve ao menos duas boas chances para inaugurar o marcador. Em uma delas, o time da casa contou com grande defesa do goleiro Dreer.
Depois de desperdiçar chances na etapa inicial, o Equador abriu o placar no começo da segunda etapa. Aos 5 minutos, Bolaños cruzou da linha de fundo para trás e Mina escorou de cabeça. Cada vez mais confiante em campo, o time equatoriano quase marcou de novo aos 20, em cabeçada de Valencia que carimbou a trave.
Os gols acabaram saindo no fim da etapa. Em apenas três minutos, o time da casa marcou duas vezes. Aos 37, Marcos Caicedo puxou contra-ataque que culminou em gol de Bolaños. Aos 40, apesar de falta no início do lance, Ibarra puxou mais um contra-ataque, desta vez de três contra um, e Valencia mandou para as redes, selando a vitória.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia