Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de novembro de 2016. Atualizado às 08h53.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura

Alterada em 25/11 às 09h57min

Confiança do comércio cai 3,6 pontos em novembro ante outubro, aponta FGV

No mês anterior, o indicador tinha aumentado 1,5 ponto

No mês anterior, o indicador tinha aumentado 1,5 ponto


MARCELO G. RIBEIRO/JC
O Índice de Confiança do Comércio (Icom) recuou 3,6 pontos em novembro ante outubro, para 78,3 pontos, divulgou na manhã desta sexta-feira (25), a Fundação Getulio Vargas (FGV). No mês anterior, o indicador tinha aumentado 1,5 ponto.
"A frustração do setor com as condições correntes é o que explica a redução do índice de confiança em novembro. A chegada do último trimestre não vem confirmando a melhora da confiança do setor que vinha sendo registrada nos índices até agosto. Além disso, o movimento de ajuste das expectativas persiste, o que deve se traduzir na manutenção do quadro de desempenho negativo do Comércio para os próximos meses", avaliou Silvio Sales, consultor do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.
A queda do indicador foi determinada, sobretudo, pela piora das avaliações sobre o momento presente. O Índice de Situação Atual (ISA-COM) caiu 6,0 pontos, para 68,1 pontos, o menor patamar desde julho. O item que mede o volume da demanda atual diminuiu 8,5 pontos.
Já o Índice de Expectativas (IE-COM) recuou 1,2 ponto, para 89,4 pontos. A avaliação sobre as vendas para os próximos três meses piorou 1,2 ponto, enquanto a perspectiva de tendência dos negócios nos próximos seis meses caiu 1,1 ponto.
Na passagem de outubro para novembro, houve redução da confiança em oito dos 13 segmentos pesquisados. A coleta de dados para a edição de novembro da Sondagem do Comércio foi realizada entre os dias 1º e 22 e obteve informações de 1.150 empresas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia