Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de novembro de 2016. Atualizado às 10h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

indústria

Alterada em 24/11 às 11h11min

Lucro da ThyssenKrupp cai 4% no ano fiscal de 2016 e fica abaixo do esperado

O grupo industrial alemão ThyssenKrupp divulgou nesta quinta-feira (24) que teve lucro líquido de 296 milhões de euros (cerca de US$ 312 milhões) no ano fiscal de 2016 (encerrado em setembro), 4% menor que o ganho de 309 milhões de euros registrado no ano anterior. O número ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam lucro de 364 milhões de euros.
As vendas anuais recuaram 8%, a 39,29 bilhões de euros, enquanto as encomendas diminuíram 9%, a 37,42 bilhões de euros, devido principalmente a importações mais fortes e pressões de preços nos negócios de materiais, que incluem as operações de aço.
No ano fiscal de 2017, a ThyssenKrupp espera registrar Ebit ajustado em torno de 1,7 bilhão de euros, ante 1,5 bilhão de euros no ano até setembro. A empresa também prevê uma "clara melhora" no lucro líquido e um fluxo de caixa livre "levemente positivo" antes de fusões e aquisições.
No ano fiscal que se encerrou, o fluxo de caixa livre antes de fusões e aquisições da ThyssenKrupp somou 198 milhões de euros, ante 115 milhões de euros no ano anterior.
A ThyssenKrupp informou ainda que vai propor dividendo por ação de 0,15 euro para o ano fiscal de 2016, repetindo o valor de 2015.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia