Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 18 de novembro de 2016. Atualizado às 19h15.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

negócios corporativos

Alterada em 18/11 às 20h17min

Fibria compra participação de 8,3% no capital da canadense CelluForce

A Fibria Celulose comprou uma participação minoritária na CelluForce, empresa constituída no Canadá e produtora de celulose nanocristalina (CNC). O acerto envolve ainda um acordo de acionistas e um contrato de aliança estratégica segundo o qual a Fibria possui o direito de distribuição exclusiva, na América do Sul, da CNC produzida de acordo com a tecnologia da CelluForce.
A Fibria se comprometeu a subscrever e pagar o valor de 5,300 milhões de dólares canadenses por uma quantidade de ações preferenciais equivalente a cerca de 8,3% do capital da CelluForce. Além disso, conforme acordo de acionistas, a empresa brasileira terá o direito de indicar um membro do Conselho de Administração da CelluForce. A Fibria destaca que a transação foi celebrada nesta sexta-feira, 18, com a assinatura dos documentos definitivos e a transferência do valor para a CelluForce.
"A Fibria não prevê, no curto ou médio prazo, a necessidade de qualquer dispêndio de caixa relevante para cumprir os termos dos contratos acima mencionados com a CelluForce", diz a companhia, em fato relevante.
De acordo com a empresa brasileira, a CNC, uma tecnologia biodegradável e renovável, pode ser usada em diversas aplicações, como, por exemplo, na área de petróleo e gás, na melhoria de processos de produção de papel e não tecidos, na indústria de cimento, no desenvolvimento de aplicações em eletrônicos e em outros segmentos como plásticos e compósitos, tintas e revestimentos, cosméticos, indústria de cuidados com a saúde e indústria de alimentos e bebidas.
"A CelluForce é uma empresa de biomateriais avançados e inovadores e líder mundial no desenvolvimento e produção de CNC", diz a Fibria. Com sede em Montreal, a CelluForce, cujos atuais acionistas são a Domtar, a FPInnovations e a Schlumberger, opera a maior unidade de CNC do mundo, capaz de produzir 300 toneladas de material de alta qualidade por ano e possui um extenso portfólio de patentes que cobre tanto a produção quanto algumas aplicações de CNC e produtos celulósicos especiais, destaca a Fibria.
Distribuição exclusiva
A celebração do contrato de aliança estratégica entre a Fibria e a CelluForce garante à brasileira o direito de distribuição exclusiva de CNC na América do Sul. O contrato de aliança estratégica também contém a previsão de que, caso a CelluForce decida estabelecer uma fábrica de CNC na América do Sul, a Fibria terá o direito de preferência de participar desta unidade por meio de uma joint venture com a canadense ou outra estrutura a ser acordada entre as partes.
"Essa parceria com a CelluForce está alinhada com a nossa visão de alavancar tanto a nossa expertise em tecnologia florestal quanto o nosso posicionamento estratégico de mercado para desenvolver alternativas com valor agregado que complementem nossa liderança global e excelência na produção de celulose de eucalipto", afirma a Fibria. "Nós acreditamos que a CelluForce e sua plataforma tecnológica, juntamente com as competências da Fibria, poderão permitir o avanço das aplicações industriais e de produção da CNC na América do Sul ao longo dos próximos anos."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia