Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 16 de novembro de 2016. Atualizado às 16h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

varejo

Alterada em 16/11 às 17h51min

Vendas do varejo recuam 6% em outubro, mostra índice da Cielo

As vendas do varejo caíram 6% em outubro, na comparação com igual período de 2015, segundo índice medido pela operadora de cartões de pagamento Cielo com base nas vendas em mais de 1,7 milhão de pontos credenciados à companhia. O desempenho segue a queda de 4,9% registrada em setembro.
A variação desconta a inflação da cesta de setores do varejo ampliado. Em termos nominais - ou seja, sem descontar a inflação -, o indicador marcou alta de 2,1% em outubro, ainda na comparação anual.
Segundo a Cielo, o resultado foi prejudicado por um efeito negativo de calendário, já que outubro teve um dia útil a menos. Sem esse efeito, a queda do índice seria de 5,1%, já descontada a inflação de 8,7% dos últimos 12 meses.
Praticamente todos os setores do varejo tiveram queda no mês passado, exceção feita aos segmentos de turismo e drogarias, que tiveram crescimento, na comparação com outubro de 2015, mesmo após o desconto da inflação.
Na análise do desempenho das regiões, houve queda de 9,6% na receita do varejo no Norte e de 6,3% no Nordeste. No Centro-Oeste, a queda foi de 6% na comparação com outubro do ano passado. Já no Sudeste, onde estão os maiores mercados do País, houve redução de 5,6% nas vendas, enquanto no Sul a queda foi de 4,5%.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia