Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 11 de novembro de 2016. Atualizado às 09h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 11/11 às 10h29min

Medo de Trump traz forte alta a taxas futuras de juros

Os ativos domésticos refletem o nervosismo dos investidores com um futuro tendo Donald Trump como presidente da maior economia do mundo. Os juros futuros têm firme avanço, com os mais longos chegando a subir mais de 50 pontos.
Segundo um operador de renda fixa, o investidor está evitando assumir posições em meio a tantas incertezas e antes do fim de semana, em dia de agenda local fraca e também com o mercado de Treasuries fechado nos Estados Unidos por causa de feriado. A tendência é de que o estresse permaneça ao longo do dia.
Às 9h35, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,40%, de 12,26% no ajuste anterior. O DI para janeiro de 2019 exibia 12,07%, de 11,82% no ajuste de quinta-feira. O vencimento para janeiro de 2021 exibia 12,33%, de 11,88% no ajuste da véspera.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia