Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de novembro de 2016. Atualizado às 09h25.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado financeiro

08/11/2016 - 10h24min. Alterada em 08/11 às 10h29min

Juros assumem viés de alta em dia de eleição nos Estados Unidos

Apesar de Hillary estar à frente nas pesquisas, os investidores ainda temem por resultado

Apesar de Hillary estar à frente nas pesquisas, os investidores ainda temem por resultado


JEWEL SAMAD/AFP/JC
Após abrirem estáveis, os juros futuros adotaram viés de alta nesta terça-feira (8), acompanhando a valorização do dólar ante o real, em meio à cautela global no dia das eleições presidenciais dos Estados Unidos. Apesar de as pesquisas mostrarem a candidata democrata Hillary Clinton à frente do republicano Donald Trump na disputa, os investidores ainda temem por resultado.
Às 7h25, o DI para janeiro de 2018 estava em 12,15%, de 12,16%. O DI para janeiro de 2019 exibia 11,47%, na máxima, de 11,44% no ajuste anterior, enquanto o vencimento para janeiro de 2021 estava em 11,29%, de 11,27% no ajuste anterior.
Com o foco nas eleições, indicadores estão nesta terça em segundo plano. Nos Estados Unidos, o índice de otimismo das pequenas empresas dos Estados Unidos, elaborado pela Federação Nacional das Empresas Independentes (NFIB, na sigla em inglês), subiu de 94,1 em setembro para 94,9 em outubro. Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam leve recuo, para 94. No Brasil, a produção industrial cresceu em nove dos 14 locais pesquisados no País na passagem de agosto para setembro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia