Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de novembro de 2016. Atualizado às 18h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

03/11/2016 - 19h09min. Alterada em 03/11 às 19h10min

Dólar fecha em leve queda em dia de correção e influência do exterior

O dólar fechou em leve queda no mercado à vista nesta quinta-feira (3), influenciado principalmente por uma correção ante a forte alta na terça-feira.
Os participantes do mercado de câmbio haviam montado posições defensivas na véspera do feriado de Finados, antecipando sinais favoráveis ao aperto monetário do Federal Reserve. O banco central dos Estados Unidos decidiu na quarta-feira manter juros inalterados e, de fato, trouxe novas indicações para uma elevação de juros em dezembro, mas nada que exacerbasse as expectativas.
A divisa norte-americana fechou em baixa de 0,10%, aos R$ 3,2365 no mercado à vista. De acordo com dados registrados na clearing da BM&F Bovespa, o volume de negócios somou US$ 1,206 bilhão.
Durante a tarde, a divisa norte-americana atingiu as máximas da sessão com saída de recursos do País e acentuada queda do petróleo. Também houve algum suporte - embora de peso menor - de um decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que pode prejudicar o presidente do Senado, Renan Calheiros.
No segmento futuro, o contrato para dezembro encerrou em alta de 0,02%, aos R$ 3,2640, seguindo uma aversão ao risco maior no exterior no final do dia, enquanto o giro de negócios somou US$ 14,959 bilhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia