Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de dezembro de 2016. Atualizado às 10h57.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Ana Fritsch

De salto alto

design

Notícia da edição impressa de 21/11/2016. Alterada em 05/12 às 12h00min

Moda de demonstração

A primeira edição da Demo Design e Moda, realizada no Instituto Ling, movimentou a cena criativa

A primeira edição da Demo Design e Moda, realizada no Instituto Ling, movimentou a cena criativa


JULIANE MERGENER/DIVULGAÇÃO/JC
Foram três dias para discutir moda, design e tendências. A primeira edição da Demo Design e Moda, realizada entre os dias 4 e 6 de novembro no Instituto Ling, em Porto Alegre, movimentou a cena criativa reunindo marcas, criadores, críticos, intelectuais e personalidades. O idealizador, Eduardo Motta, conversa com exclusividade com a coluna e faz um balanço do atual cenário fashion brasileiro. Fundador e editor de conteúdos da Radar, especializado em tendências, é autor de livros e textos sobre moda, arte e comportamento. Sobre a Demo, ele define: "estamos atuando como agentes para movimentar a cena em Porto Alegre".
Qual tua relação com o Rio Grande do Sul?
Tive o escritório da Radar em Belo Horizonte por 12 anos. Em 2004 comecei a fazer negócios com o Rio Grande do Sul. Fui convidado pela Assintecal (Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos) para escrever um livro e pelo UseFashion para fazer uma consultoria de moda. Vinha como visitante. Com o tempo, fui fechando mais trabalhos, fiz amizades. Há um ano decidi morar em Porto Alegre, e a partir do momento que esta decisão foi tomada surgiu a ideia de contribuir com a cena local. Atendemos empresas como consultores na parte criativa trabalhando com a equipe, não desenhamos. Atendemos a grande indústria com a consultoria voltada à criação e paralelamente uma série de ações voltadas à cultura de moda.
Como surgiu a Demo?
Junto com a Pandorga, fizemos um projeto de aceleração de marcas. Recebemos quase 40 inscritos, selecionamos e fizemos todo o trabalho. Temos os encontros para conversar com as grifes, os Barbantes (que sempre acontecem no Instituto Ling) e como tratamos de temas pouco usuais, como conteúdo e direcionamento de moda, queremos trazer a inteligência para dentro do setor. E vimos a necessidade de fazer a cadeia completa. Queremos que a cena de moda se conheça.
Como vês a concorrência na moda?
Tem um exemplo muito bom que é a Commes Des Garçons (marca japonesa do estilista Rei Kawakubo, fundada em 1973), que trabalha com o sistema de guarda-chuva. Contratam muita gente, nomes importantíssimos saíram de lá. Mas se eles têm alguém talentoso trabalhando com eles, ao invés de segurar, eles apoiam sua saída e investem de uma maneira efetiva, tanto financeiramente quanto em termos de assessoria de negócio, de imagem. No final, estão disseminando uma cultura e ajudando a criar um universo onde mais pessoas tenham acesso a aquela linguagem e maneira de pensar. A moda, como atividade criativa, foi perdendo muito a conexão com a dimensão que tem em lidar com a expressão. A moda é uma atividade criativa, lida com pessoas e o grande negócio de moda está nas mãos de poucos. Por isso é preciso trabalhar junto, não podemos brigar com o fast fashion. Precisamos ampliar nossa área de atuação.

Ensine o que você faz

Pelo terceiro ano consecutivo, a Confraria do Batom celebra o mês do empreendedorismo com a Mostra Confraria do Batom. Nesta edição, o tema é "Ensine o que faz". Durante o evento, 10 palestrantes de diferentes áreas serão protagonistas, ministrando minipalestras de 15 minutos, sempre com dicas práticas e objetivas para a vida das empreendedoras e seus negócios.
Entre as palestras, a coach Kelly Freire vai dar dicas de como manter a motivação em épocas de crise. Outros temas serão abordados, como a importância do autoconhecimento para o desempenho de cada empreendedora e dicas práticas de como planejar seu negócio para 2017.

agenda

A Maison Jump (rua Dr. Armando Barbedo, 281, Tristeza) agrega moda e arte no lançamento e exposição de sua primeira coleção cápsula, nesta segunda-feira, 21/11.
No dia 23/11, acontece, em Lajeado, mais uma edição do "Vai Lá e Faz Networking", um dos mais conhecidos e tradicionais eventos da Confraria do Batom. Para mais informações, acesse www.confrariadobatom.com.br ou envie sua dúvida para o e-mail [email protected]
Também no dia 23/11, quarta-feira, Edilaine da Costa Casagrande e Hellen Telles Reck inauguram a primeira loja Couros do Valleh de Caxias do Sul. O espaço destinado à moda em couro sob medida abre suas portas no Villagio Iguatemi (rua Guerino Sanvitto, 755).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia