Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de outubro de 2016. Atualizado às 11h25.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Operação Lava Jato

Preso em Curitiba, Eduardo Cunha recebe visita da mulher Cláudia Cruz

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, recebeu nesta sexta-feira (21) a visita da esposa, Cláudia Cruz. Ele está preso preventivamente na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, desde quarta-feira (19).

A Polícia Federal não soube informar quanto tempo a esposa de Cunha esteve no local. Ela estava acompanhada de um advogado. Cláudia Cruz também é ré na Operação Lava Jato. Em junho deste ano, o juiz federal Sérgio Moro recebeu denúncia oferecida pelos procuradores da força-tarefa da Operação contra ela.

Eduardo Cunha foi preso na quinta-feira (20) em Brasília, pela Polícia Federal, depois que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, emitiu a ordem de prisão preventiva contra ele.

A prisão foi decretada na ação penal em que o deputado cassado é acusado de receber R$ 5 milhões, que foram depositados em contas não declaradas, na Suíça. O valor seria oriundo de vantagens indevidas, obtidas com a compra de um campo de petróleo pela Petrobras em Benin, na África, segundo a PF.

No dia em que foi preso, o ex-deputado divulgou nota em sua defesa e chamou de "absurda" a decisão de Moro de determinar sua prisão, alegando que teria base em uma ação extinta no Supremo Tribunal Federal (STF). Cunha disse ainda que seus advogados tomarão "medidas cabíveis para enfrentar essa absurda decisão".

Na quinta-feira, Cunha realizou o exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba. Ele está preso numa cela individual.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia