Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 31 de outubro de 2016. Atualizado às 08h13.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

ARTIGO

Notícia da edição impressa de 31/10/2016. Alterada em 31/10 às 00h35min

Uber legal e regrado

Adeli Sell
Há um ano, escrevi um artigo defendendo a legalidade das plataformas, dizendo que "a Uber é legal". Agora, de fato, passando pela sanção do prefeito, as plataformas serão legais, autorizadas e regradas em Porto Alegre. Orgulhoso de sua aprovação, depois de ter enfrentado resistências, ameaças, xingamentos em pleno plenário da Câmara Municipal. Foram 57 emendas enfrentadas uma a uma para que o projeto não fosse desfigurado. Foi o melhor que conseguimos num clima de disputas. Venceu a cidade, porque o povo já tinha decidido que o aplicativo Uber é legal.
A lei é avançada, só pode trazer benefícios aos seus usuários e dá segurança jurídica aos uberistas e a outras plataformas. Mas precisamos mais. Mais avanços em tudo. A modernidade foi suspensa faz tempos em Porto Alegre. No entanto, com ousadia, podemos fazer da Capital um polo desenvolvimentista, moderno e inovador.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia