Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de outubro de 2016. Atualizado às 23h58.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

nova ponte do guaíba

Notícia da edição impressa de 07/10/2016. Alterada em 06/10 às 22h45min

Obras recomeçam até o fim deste mês

Obras vinham andando em ritmo lento desde 2015

Obras vinham andando em ritmo lento desde 2015


JONATHAN HECKLER/JC
Igor Natusch
Até o final de outubro devem ser retomadas em plena capacidade as obras da nova ponte do Guaíba, que vai ampliar a ligação entre Porto Alegre e a região Sul do Estado. De acordo com a superintendência gaúcha do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit-RS), já existe previsão para contratar, a curto prazo, cerca de 200 funcionários para a retomada do projeto. No momento, 38,2% das obras estão concluídas, segundo o órgão.
A retomada dos trabalhos se tornou possível a partir da liberação de R$ 84 milhões pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, confirmada no final de setembro. Em agosto, o presidente Michel Temer havia se comprometido, junto ao governador José Ivo Sartori, com a liberação dos valores necessários. Para viabilizar o montante, o governo federal cancelou recursos originalmente destinados a outras obras, em estados como Paraná, Bahia, Tocantins e Paraíba. A previsão é que a totalidade do valor esteja disponível até o final do ano.
Iniciada em 2014, a obra começou a perder ritmo no segundo semestre de 2015, a partir do atraso nos repasses de recursos da União. Em abril, cerca de 500 trabalhadores foram demitidos, e a empreitada entrou em compasso de espera. Apenas um pequeno contingente permaneceu no canteiro de obras, para serviços de segurança e manutenção. De acordo com o Dnit, também está sendo retomado o processo de desapropriações no entorno, que prevê cerca de mil reassentamentos no total.
A inauguração da nova ponte do Guaíba estava originalmente prevista para outubro de 2017. Quando concluída, a ponte terá 2,9 quilômetros e 27 metros de largura nos vãos principais. Somando elevadas e viadutos, a extensão total da empreitada chega a 7,3 quilômetros. Com 28 metros de largura nos vãos principais, a pista contará com duas faixas de rolamento com acostamento e refúgio central.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia