Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 09 de outubro de 2016. Atualizado às 19h37.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 09/10 às 19h38min

Botafogo vence Figueirense, passa Corinthians e cola no G6

Folhapress
Com um gol nos acréscimos, Botafogo venceu o Figueirense por 1 a 0, neste domingo (9), no Orlando Scarpelli, em Florianópolis, em jogo válido pela 29ª rodada do Brasileiro.
Os times fizeram um início de partida bastante insosso. Até os 15 minutos de jogo, nenhuma das equipes criou oportunidades claras de gol.
Durante o período, os mandantes foram ligeiramente melhores, No lance mais perigoso do time catarinense, Rafael Moura tentou dividir a bola com o goleiro Sidão, que levou a melhor na jogada.
Já o Botafogo não incomodou o goleiro Gatito Fernandez e ainda viu o seu lateral esquerdo, Victor Luís, chutar uma bola bem distante da meta do Figueirense, em uma das piores finalizações da 29ª rodada do Brasileiro.
Nos últimos quinze minutos do primeiro tempo, o Botafogo passou a ficar mais com a bola. Porém, a posse não foi transformada em chances de gol. O time carioca rondava a intermediária do adversário, mas, sem objetividade, não conseguiu levar perigo a Gatito Fernandez.
O lance que chamou mais a atenção aconteceu aos 43 minutos. Após uma cobrança de escanteio, o atacante Vinícius pegou o rebote e chutou com força. A bola subiu demais e passou por cima da meta da equipe catarinense.
Antes dos 5 minutos da etapa final, o atacante Rafael Moura assustou a defesa do Botafogo com duas jogadas aéreas. Nas duas oportunidades, ele subiu com liberdade e cabeceou bem. No entanto, a bola saiu sempre pela linha de fundo. A torcida reagiu e se empolgou nas arquibancadas do Orlando Scarpelli.
Só nos acréscimos o placar se mexeu. Aos 46 minutos do segundo tempo, Bruno Silva aproveitou o cruzamento de Pimpão e bateu forte, sem chance para o goleiro Gatito.
Com o resultado, a equipe carioca ficou com 44 pontos, ultrapassou Corinthians e colou no G6, já que está a um ponto do Atlético-PR -o último clube do grupo.
Já o Figueirense permanece na zona de rebaixamento com 31 pontos -a três do Sport, o primeiro time fora do grupo dos quatro piores colocados do Nacional.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia