Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de outubro de 2016. Atualizado às 14h23.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Varejo

27/10/2016 - 14h07min. Alterada em 27/10 às 15h27min

Hipermercado Big vai mudar para bandeira Walmart

Rede fará mudanças nas lojas Big que passarão a ter bandeira Walmart

Rede fará mudanças nas lojas Big que passarão a ter bandeira Walmart


JOÃO MATTOS/Arquivo/JC
Guilherme Daroit
O Walmart do Brasil anunciou nesta quinta-feira (27) em Porto Alegre que os hipermercados Big vão migrar para a bandeira Walmart. A mudança será feita nos próximos quatro anos. Nas próximas semanas, os clientes da rede em Novo Hamburgo perceberão a alteração, pois o hipermercado receberá o nome do grupo, que adquiriu a rede do português Sonae em 2005.
A loja é um dos três projetos-piloto da gigante no País dentro da transformação dos hipermercados brasileiros para o novo modelo e marca. A primeira loja-piloto do novo conceito será inaugurada nesta sexta-feira (28), em Barueri, em São Paulo. Outro ponto que integra a primeira fase das transformações é o Big de Curitiba, capital paranaense.
Durante o anúncio, o presidente da operação no Brasil, Flavio Cotini, informou que as lojas ganharão em produtividade nas áreas de mercearia e higiene, com exposição dos produtos, onde for possível, em seus próprios pallets ou em caixas-display.
Já na área de perecíveis, como frutas e hortaliças, o grupo promete maior diferenciação, com expositores mais modernos e acessíveis. Além disso, para se tornarem mais inclusivas, as lojas ganharão gôndolas mais baixas e corredores mais espaçados e um maior número de entradas.
“Não estamos trocando a marca, estamos mudando o conceito dos hipermercados”, argumentou Cotini. A troca de bandeira será feita apenas quando as lojas já estiverem reformadas com a nova arquitetura. O investimento do grupo no projeto será de R$ 1 bilhão no Brasil, um quarto do valor somente nas 21 lojas do Big no Rio Grande do Sul. O Estado hospeda hoje 20% das lojas do Walmart no País.
“O Rio Grande do Sul é muito importante para o Walmart, e acredito que o Walmart também seja para o Estado”, valorizou o executivo. Cotini afirmou que o fechamento de lojas gaúchas no fim de 2015 "foi duro, mas necessário para não afetar as outras operações". Pelo menos nos hipermercados, a expectativa do Walmart é de aumentar o quadro de funcionários, caso a meta de aumento nas vendas se confirme. Novos hipermercados não estão nos planos. “Daremos prioridade a garantir que nosso parque existente seja rentável”, justificou o presidente do grupo no Brasil. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia