Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de outubro de 2016. Atualizado às 21h25.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Gestão

Notícia da edição impressa de 21/10/2016. Alterada em 20/10 às 22h10min

Mulheres ganham representação no Lide RS

Sônia falou sobre sua experiência no comando da camisaria Dudalina

Sônia falou sobre sua experiência no comando da camisaria Dudalina


Marcelo G. Ribeiro/JC
Adriana Lampert
Com o objetivo de ampliar a inserção e a influência das mulheres nas esferas pública e privada da sociedade, o Grupo de Líderes Empresariais do Rio Grande do Sul (Lide-RS) lançou, nesta quinta-feira, o Lide Mulher RS, capitaneado pela empresária Roberta Jalfim. O evento ocorreu no Country Club com a presença de mais de 60 pessoas, que assistiram à palestra da consultora Sônia Hess, ex-presidente da camisaria Dudalina e presidente do Lide Mulher nacional.
Eleita, pela revista norte-americana Forbes, a sexta mulher de negócios mais poderosa do Brasil, Sônia falou sobre o olhar feminino nas organizações e descreveu a trajetória da empresa que liderou até o ano passado, quando ocorreu a fusão da Dudalina com a Restoque. Fundada pela mãe da empresária, Adelina Hess de Souza, a Dudalina já havia sido vendida para fundos norte-americanos, quando Sônia se afastou para atuar no terceiro setor. "Hoje, posso falar sobre a experiência de construir uma empresa e passar para as outras mulheres como é possível construir uma família em paralelo a um cargo de executiva." Destacando que nunca teve dificuldade pelo gênero - principalmente por não dar importância a isso -, Sônia lembrou do legado deixado por Adelina, sua maior inspiração. "Mais do que fazer camisas, minha mãe ensinou a arregaçar as mangas", afirmou, ao destacar que "o mundo corporativo não é tão árido e pode ser generoso".
Segundo a consultora, as empreendedoras fazem pouco networking. "É preciso que elas se coloquem mais disponíveis para trocar informações e experiências", opinou. "Temos, no Brasil, vários casos de sucesso de liderança feminina, mas com pouca troca, o que é fundamental para potencializar melhor os mercados", concorda o presidente regional da entidade, Eduardo Krawetz Fernandez.
Com foco na aproximação e no relacionamento entre as lideranças da região Sul, do Brasil e do mundo para promover e incentivar as relações entre os polos de empresariado, geração de novos negócios e discussão sobre temas políticos e econômicos, o Lide reúne empresários em 11 países e cinco continentes. Fundado no Brasil, em 2003, está presente no Estado desde 2008. "O grupo é multissetorial", observa Fernandez, explicando que o objetivo é repassar as demandas da iniciativa privada, através de propostas, para o poder público. A ideia é usar a força empresarial para melhorar o ambiente econômico da sociedade. Recentemente, a Lide RS, em parceria com a Endeavour, entregou um documento aos candidatos à prefeitura de Porto Alegre sugerindo ações para desburocratizar a abertura de empresas, melhorando a inovação e a tecnologia no setor público.
"Queremos chamar um grande número de empresários para se associarem ao Lide Mulher RS", comenta a presidente da entidade, Roberta Jalfim. O evento de lançamento contou com as presenças de gestoras como a gerente-geral do Iguatemi Porto Alegre, Nailê Mariano da Rocha Santos. "Pretendemos ser um grupo atento à transformação dos perfis de liderança, ligado nas megatendências do mercado e no desenvolvimento da economia brasileira", ressaltou a dirigente. Segundo ela, existem mais de 160 executivas em todo o Brasil. "Modelos a se espelhar não faltam", garante.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia