Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de outubro de 2016. Atualizado às 13h58.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 27/10/2016. Alterada em 26/10 às 20h24min

Funcionalismo

Impressionante como corporações do serviço público fazem o que bem entendem e fica por isso mesmo. Greves sem desconto dos dias parados, prejuízos brutais ao erário e à sociedade. Quanto mais prejuízos dão à nação, mais usam o seu poder de desgaste. É o caso das importações nas fronteiras, será o caso da Petrobras e seus petroleiros, bem como, aqui no Rio Grande do Sul, com os professores. O governador anterior (Tarso Genro, PT, 2011-2014), quando ministro, criou o piso salarial do magistério e jamais o pagou no Estado. Pediram o impeachment dele? (Maria Amália Rodrigues, Porto Alegre)
Collor
Denunciado pela Procuradoria-Geral da República (PGR), o ex-presidente Fernando Collor, atual senador da República (PTC-AL), caso se candidate em 2018, será eleito facilmente. Tem sido assim no Brasil, os eleitores votam, em um nome bem divulgado, mesmo que o noticiário seja por conta de vigarices. Os exemplos estão aí. (Rogério de Vitis, Canoas/RS)
Pavimentação
Solicito à Smov (Secretaria Municipal de Obras) que tape alguns buracos na rua 18 de Novembro, Zona Norte de Porto Alegre, por onde chegam os carros pela BR-116 que querem acessar a Terceira Perimetral. São muitos os buracos e estão aumentando, com o tráfego intenso. (Júlio Montemart, Porto Alegre)
Neologismos
A imprensa embarca em neologismos criados por segmentos da nossa sociedade que, via de regra, tentam impor ideias e comportamentos espúrios, com viés vermelho. A palavra "cultura" é a bola da vez. A tal de "Cultura do Estupro" tem repetição quase diária, até porque é sintomático, quanto mais se fala em determinada aberração, mais é praticada. Considero um incentivo à prática do citado crime o uso deste neologismo "Cultura do Estupro". (Conceição Maria Rocha, Porto Alegre)
Grenal
Jogo fraco, muita botinada, pouca técnica. O Grenal já foi bem melhor, mesmo que digam que é saudosismo. E não adianta ficar trocando treinador, quando não se tem um bom time. (Telêmaco Frois Benter, Porto Alegre)
Aposentadoria
Comecei a trabalhar com 14 anos e me aposentei por tempo de contribuição. Continuei trabalhando por mais 12 anos, pagando novamente o INSS, sem nenhuma contrapartida. Minha aposentadoria não está dando nem para comprar remédios, um descalabro, após pagar o INSS por 42 anos. (Roseli Vieira)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Jorge 27/10/2016 14h54min
Previdência Social.nSolicito, se possível, informações referente aos que se aposentaram com a soma 85/95 e tiveram redução no valor da aposentadoria.nE também, referente aos que tiveram as suas maiores contribuições previdenciárias anteriores a julho/94.nPenso que estas pessoas, assim como as que tiveram que voltar ao mercado de trabalho depois de aposentadas, merecem melhor atenção.