Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 10 de outubro de 2016. Atualizado às 23h17.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR

Frases e Personagens

Notícia da edição impressa de 11/10/2016. Alterada em 10/10 às 21h10min

Frases e personagens

Giovani Feltes (PMDB), secretário estadual da Fazenda

Giovani Feltes (PMDB), secretário estadual da Fazenda


MARCELO G. RIBEIRO/JC
"O Rio Grande do Sul não tem mais de onde pedir empréstimos nem financiamentos. Extrapolamos todos os tetos. A dificuldade é imensa e pode atrapalhar até o pagamento do décimo terceiro." Giovani Feltes (PMDB), secretário estadual da Fazenda.
"O Brasil está caminhando para a insolvência, e continua pagando R$ 51,00 de cada R$ 100,00 arrecadados para o sistema financeiro. A União, os estados e os municípios estão mal, mas os rentistas continuam sendo pagos religiosamente." Heitor Schuch (PSB), deputado federal.
"Não há Plano B para o caso de a PEC 241, sobre o teto nos gastos, não for aprovada. Isso é uma questão de colocar as contas públicas em ordem, escapar o Brasil da insolvência." Michel Temer (PMDB), presidente da República, antes da votação.
"Se não houver um teto para as despesas, o Brasil passará dos 100% do PIB com a atual dívida crescendo. Será o caos orçamentário." Eliseu Padilha (PMDB), ministro-chefe da Casa Civil.
"O congelamento que o governo quer fará com que, nos próximos 20 anos, não tenhamos mais nenhuma nova universidade ou novo hospital público." Henrique Fontana (PT), deputado federal.
"Este governo golpista quer dar às multinacionais o pré-sal, tirar recursos da saúde e da educação, mas continua pagando somas bilionárias aos especuladores nacionais e estrangeiros, com juros altíssimos." Olívio Dutra (PT), ex-governador e ex-prefeito de Porto Alegre.
"É inaceitável a violação do sigilo telefônico do jornalista Murilo Ramos, da revista Época, com a finalidade de descobrir quais são suas fontes. Isso representa um grave ataque à liberdade de imprensa e à Constituição." Claudio Lamachia, presidente nacional da OAB.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia