Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 21h43.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 27/09 às 21h43min

Presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim é nomeado para segundo mandato

O presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, garantiu oficialmente o apoio do conselho da instituição de desenvolvimento para um novo mandato de cinco anos.
Kim ganhou o apoio antecipado do maior acionista da instituição, dissuadindo quaisquer outros potenciais candidatos e preservando a tradição de sete décadas de um norte-americano ocupando o cargo.
A recondução dá a Kim mais cinco anos para realizar a reestruturação da instituição - um processo que causou controvérsia dentro e fora do banco.
Kim definiu duas metas no início de seu primeiro mandato: acabar com a extrema pobreza até 2030 e impulsionar o crescimento de renda dos 40% mais pobres em todos os países em desenvolvimento. Alguns grupos da sociedade civil questionam se Kim está no caminho de entregar o que promete.
Mas ele reformou as finanças do banco para ajudar a suprir a demanda por empréstimos de desenvolvimento. Ele também contratou um prestigiado economista-chefe, Paul Romer, cujo trabalho em ideias econômicas pode ajudar a transformar a instituição na visão de Kim de um "banco de conhecimento" ágil, que pode ajudar a catalisar o desenvolvimento pelo mundo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia