Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 27 de setembro de 2016. Atualizado às 21h03.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 27/09 às 21h08min

Primeiro debate das eleições americanas teve recorde de 84 milhões de telespectadores

Além dos canais de TV, a audiência se espalhou para transmissões ao vivo pela internet, em plataformas como o Twitter, YouTube e Facebook

Além dos canais de TV, a audiência se espalhou para transmissões ao vivo pela internet, em plataformas como o Twitter, YouTube e Facebook


Jewel SAMAD/AFP/JC
O primeiro debate entre os candidatos à presidência dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump e a democrata Hillary Clinton, foi acompanhado pela televisão por 84 milhões de pessoas, de acordo com a Nielsen. O número supera o recorde anterior, do debate entre Jimmy Carter e Ronald Reagan em 1980, que foi assistido por 80,6 milhões de telespectadores.
Entre as emissoras, a NBC liderou a audiência, com 18,2 milhões de espectadores, seguida pela ABC, com 13,5 milhões. Em terceiro lugar aparece a CBS, com 12,1 milhões. Nas TV a cabo, a Fox News superou a CNN, com 11,4 milhões, ante 9,8 milhões. A MSNBC teve 4,9 milhões de espectadores.
Além dos canais de TV, a audiência se espalhou para transmissões ao vivo pela internet, em plataformas como o Twitter, YouTube e Facebook, que não teriam sido incluídas na metodologia tradicional da Nielsen. Foram 55 milhões de visualizações relacionadas ao debate nos vídeos ao vivo do Facebook e, só nos EUA, 18,6 milhões de pessoas geraram 73,8 milhões de curtidas, postagens, comentários e compartilhamentos. Fonte: Dow Jones Newswires.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia