Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 18 de setembro de 2016. Atualizado às 19h03.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série C

18/09/2016 - 19h00min. Alterada em 18/09 às 19h04min

Portuguesa cai para a quarta divisão do Brasileirão na maior crise de sua história

Folhapress
Noventa e seis anos após sua fundação, tendo conquistado um vice-campeonato brasileiro, três títulos estaduais paulistas e um lugar cativo na história do futebol nacional, a Portuguesa perdeu para o Tombense por 2 a 0, no interior de Minas, e foi rebaixada à quarta divisão do país.
Foi seu quarto rebaixamento em apenas três anos. Em 2013, o time fundado por imigrantes portugueses estava jogando na Série A, a elite do futebol brasileiro.
Algumas dezenas de torcedores saíram da capital paulista e enfrentaram mais de 12 horas de estrada para torcer pela salvação do quarto time mais importante da cidade, que precisava de uma vitória e de um tropeço do Macaé para se livrar do rebaixamento na Série C.
O Botafogo-SP ajudou a Portuguesa e empatou com o Macaé, mas a Portuguesa não conseguiu superar o Tombense.
Aos 29 minutos do primeiro tempo, o atacante Alex balançou as redes a favor do clube de Tombos de Minas e começou a decretar a queda lusa. No segundo tempo, Bileu aumentou o placar com um belo chute de direita. Apesar da vitória, o Tombense não se classificou porque precisava de um empate do Juventude, que acabou vencendo.
Mas o calvário da Portuguesa não começou na tarde deste domingo (18). Ao longo dos 18 jogos deste campeonato, a equipe acumulou 12 derrotas e apenas quatro vitórias. Seu saldo de gols de -13 foi o segundo pior de seu grupo. O Guaratinguetá, disparado a pior equipe da chave com incríveis -41 gols de saldo, venceu apenas uma partida no campeonato: justamente contra a Portuguesa. Os dois morreram abraçados e terão que jogar a quarta divisão no que vem.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia