Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de setembro de 2016. Atualizado às 19h08.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 15/09 às 19h12min

Grêmio desembarca em Porto Alegre com protestos e esquema de segurança

A delegação do Grêmio não escapou dos protestos de torcedores na tarde desta quinta-feira, ao desembarcar no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Para evitar maiores problemas, o time deixou o local sob a escolta de três carros da Brigada Militar, a polícia militar local.
Os jogadores desembarcaram na pista e entraram direto no ônibus do time que buscou os atletas direto no local. No lado de fora, um grupo pequeno de torcedores protestava. Em coro, gritavam "respeitem o Grêmio". Houve ainda xingamentos direcionados a alguns jogadores. Não foi registrado tumulto.
A irritação dos torcedores se deve à derrota para a Ponte Preta, por 3 a 0, na noite de quarta, em Campinas. Foi o segundo revés do time jogando fora de casa. Antes, foi goleada pelo ameaçado Coritiba por 4 a 0. A nova derrota custou o emprego do técnico Roger Machado, que pediu demissão ao fim do jogo disputado no estádio Moisés Lucarelli.
O elenco gremista voltou às atividades na tarde desta quinta. No CT, treinaram somente os jogadores que não viajaram para Campinas. O próximo desafio do Grêmio no Brasileirão será o Fluminense, no domingo, em Porto Alegre.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia