Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de setembro de 2016. Atualizado às 23h14.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 14/09/2016. Alterada em 13/09 às 22h03min

Com contraprova negativa, goleiro Jacsson tem punição suspensa

O goleiro Jacsson, do Inter, passou por um período difícil nos últimos dias. Pego no exame antidoping no confronto com o Palmeiras, no dia 17 de julho, pela 15ª rodada, o jogador testou positivo para corticoide. O departamento jurídico do clube já preparava a defesa do atleta, quando o teste de contraprova não acusou o uso de nenhuma substância. Os exames foram pedidos pela Comissão de Controle de Dopagem da CBF e feitos na Universidade da Califórnia, em Los Angeles, nos Estados Unidos.
Ontem, Jacsson apareceu no CT do Parque Gigante, mas não participou de nenhuma atividade. Aliviado com a suspensão da pena preventiva de 30 dias, o goleiro falou sobre os dias difíceis que viveu desde o seu afastamento. "Quando se fala em doping, na hora, todo mundo pensa em drogas ou coisas do tipo. Eu sempre soube que não tinha feito nada de errado. Só tenho a lamentar por essa situação, pois tiram as pessoas do seu ambiente de trabalho e muitas te julgam sem te conhecer", lamentou.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia