Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de setembro de 2016. Atualizado às 19h10.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

rio-2016

Alterada em 12/09 às 19h14min

André Brasil chega em terceiro e conquista sua primeira medalha no Rio-2016

Um dos principais nomes da natação paralímpica brasileira, André Brasil conquistou a medalha de bronze na noite desta segunda-feira. Após "bater na trave" duas vezes, com um quarto lugar em duas provas, ele chegou em terceiro lugar nos 100 metros borboleta. Foi sua primeira medalha nos Jogos Paralimpícos do Rio de Janeiro.
O atleta contou com grande apoio da torcida, que foi mais uma vez em bom número ao Estádio Aquático, no Parque Olímpico. Pela manhã, André Brasil havia feito o melhor tempo em sua eliminatória e estava confiante em uma medalha. Na final, ele marcou o tempo de 25s80. O ouro ficou com o ucraniano Denys Dubrov, que estabeleceu novo recorde mundial (25s41). Seu compatriota Maksym Krypak ficou em segundo (25s50).
Terceiro maior medalhista paralímpico do País, atrás apenas de Daniel Dias e de Clodoaldo Silva, André Brasil conquistou sua primeira medalha nos Jogos do Rio-2016 na terceira tentativa, a décima primeira na história das Paralimpíadas. Ele havia ficado em 4º lugar na prova dos 50 metros livre e dos 100 metros costas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia