Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de setembro de 2016. Atualizado às 21h17.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 11/09 às 21h19min

Ponte Preta joga mal e fica apenas no empate com o lanterna América-MG em casa

A Ponte Preta perdeu uma boa oportunidade de se aproximar do G4 do Campeonato Brasileiro. Neste domingo, o time paulista chegou ao oitavo jogo de invencibilidade dentro de casa, mas ficou no empate por 1 a 1 com o lanterna América-MG, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), pela 24.ª rodada.
Com o resultado, a Ponte Preta caiu para o nono lugar com 36 pontos, quatro a menos que o Corinthians, que fecha a zona de classificação à Copa Libertadores. O América-MG, por sua vez, segue seu calvário na lanterna com apenas 14 pontos. A situação dos mineiros é delicada, pois o time está a 13 da primeira equipe fora da zona de rebaixamento - o Internacional.
Apesar de todo o favoritismo da Ponte Preta antes da bola rolar, foi o América-MG quem criou a primeira chance. Aos cinco minutos, Pablo recebeu de Nixon e bateu mascado. A bola passou na frente do goleiro Aranha e Osman, que não acreditou no lance, assustando a torcida campineira. Era um mau sinal.
O tempo foi passando e a Ponte Preta logo assumiu o controle da partida. Mesmo com maior posse de bola, os donos da casa não conseguiram penetrar na defesa adversária. João Vitor e Abuda, surpresa na escalação no lugar de Wendel, foram bem marcados e a criatividade se resumiu apenas nos lançamentos longos. Os lances de perigo saíram em jogadas de bola parada, sempre nos pés de Reinaldo. O lateral-esquerdo quase marcou gol olímpico, mas João Ricardo mandou pela linha de fundo.
Justamente em uma bola esticada, a Ponte Preta abriu o placar aos 43 minutos. Clayson lançou no peito de William Pottker, o atacante dominou, aplicou um chapéu em Éder Lima e tocou de cabeça, na saída do arqueiro americano. Um golaço.
O time campineiro voltou sonolento para o segundo tempo, deu campo para o adversário e tomou o empate aos 13 minutos. Depois de cobrança de escanteio, João Vitor bateu cabeça, literalmente, com Douglas Grolli e a bola sobrou limpa para Jonas concluir para o fundo das redes.
Os donos da casa sentiram bastante o empate. As dificuldades para penetrar na defesa adversária se acentuaram com o nervosismo. O capitão João Vitor tentou de fora da área e levou perigo. No mais, o time campineiro tentou fazer pressão, mas não furou o bloqueio mineiro.
Os dois times voltam a campo nesta quarta-feira, pela 25.ª rodada. Às 19h30, o América-MG encara o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Um pouco mais tarde, às 21 horas, a Ponte Preta enfrenta o Grêmio, de novo no estádio Moisés Lucarelli.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia