Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de setembro de 2016. Atualizado às 21h03.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

11/09/2016 - 20h52min. Alterada em 11/09 às 21h05min

Palmeiras segura o 0 a 0 com Grêmio e segue na liderança isolada

Grêmio e Palmeiras ficaram num empate sem gols neste domingo

Grêmio e Palmeiras ficaram num empate sem gols neste domingo


RODRIGO RODRIGUES/GREMIO FBPA/JC
O Palmeiras sofreu um bocado, mas trouxe neste domingo de Porto Alegre um ponto suado e importante com o 0 a 0 contra o Grêmio, na Arena, pela 24.ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O time o alviverde sofreu para segurar o ímpeto do Grêmio, que precisava do resultado positivo. Apesar de exercer maior domínio, de concreto os gaúchos só tiveram uma chance real de gol no primeiro tempo. Aos 26 minutos, Zé Roberto e Vitor Hugo falharam e a bola sobrou para Douglas no contra-ataque. Ele deixou Pedro Rocha na cara do gol, mas o goleiro Jailson saiu muito bem e fez excepcional defesa com os pés.
Depois disso, o Palmeiras tratou de acalmar o jogo, segurou mais a bola no campo de ataque e esperou o relógio correr para descer aos vestiários ainda no 0 a 0. Só que não adiantou muito, já que no segundo tempo o panorama pouco mudou - o clube paulista seguiu descompactado, sofrendo pressão gremista.
Aos 12 minutos, após triangulação com Jaílson e Douglas, Luan entrou na área pela direita e mandou para fora. Dois minutos depois, Luan tocou para Edílson, que bateu para mais uma boa defesa do goleiro palmeirense. Por fim, aos 17, Edílson bateu falta de longe e a bola explodiu no travessão.
A partir daí, as alterações feitas por Cuca tiveram o objetivo principal de aliviar um pouco o seu sistema defensivo. Saíram Róger Guedes, Moisés e Gabriel Jesus - esse com uma contusão no músculo adutor da coxa direita - e entraram Cleiton Xavier, Lucas Barrios e Rafael Marques em campo. O Palmeiras se reorganizou e conseguiu cadenciar mais a partida.
E na base da bola parada e dos toques rápidos, o líder perdeu a sua melhor chance. Aos 36 minutos, Thiago Santos cobrou lateral na área, Edu Dracena ajeitou a bola de cabeça, Tchê Tchê deu outro toque e deixou Dudu, em posição legal, de frente para o gol. O atacante acertou um voleio, mas a bola explodiu no travessão.
Já no fim, Rafael Marques recebeu bom passe de Dudu, entrou na área e finalizou, mas o goleiro Marcelo Grohe mandou para escanteio. No fim, o resultado foi bom para o Palmeiras, que continua líder do Brasileirão - pelo menos até esta quarta-feira.
Grêmio 0 x 0 Palmeiras
Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace (Ramiro), Jailson, Pedro Rocha (Guilherme), Douglas e Luan; Miller Bolaños (Batista). Técnico: Roger Machado.
Jailson; Tchê Tchê, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Thiago Santos, Gabriel e Moisés (Barrios); Roger Guedes (Cleiton Xavier), Gabriel Jesus (Rafael Marques) e Dudu. Técnico: Cuca
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia